Controle de Estoque: Como Utilizá-lo?

Por Sérgio Catanho, CEO da Connect Systems

Apesar do que muitos acreditam, o controle de estoque é uma tarefa que demanda mais atenção do que os demais setores de uma empresa, isso, porque é o setor responsável pela estocagem de produtos, bem como a entrega até seu destino final (cliente).

Portanto, devido aos diferentes tipos de negócios e necessidades distintas entre cada organização, este setor deve ser priorizado para que não corra riscos referentes à produção e estocagem de produtos que a empresa oferece.

A seguir, te apresentamos algumas dicas para você ter mais controle sobre seu estoque, afim de otimizá-lo da melhor forma, no final, falaremos sobre as principais diferenças entre a centralização e descentralização do estoque. Acompanhe!

1 – Faça o Planejamento do Seu Estoque

Para que o estoque de produtos seja seguro e bem organizado, é importante usufruir de um documento que estabeleça as condições para o seu uso, bem como sua finalidade, prazos de validade, fluxos de entrada ou retirada, e muito mais – De forma a orientar as partes responsáveis pela sua estocagem.

2 – Forneça Capacitação da Sua Equipe

O profissional que cuida das movimentações de estoque deve ter muita cautela para lidar com as operações que ocorrem neste setor.

Isto é, entender as etapas de cada parte do processo de estocagem para que não ocorram falhas que possam prejudicar as demais áreas.

Desta forma, é importante que se priorize a capacitação de funcionários que sejam eficientes para o cargo, por meio de treinamentos e recomendações que permitam a ele maior autonomia.

3 – Invista em um Sistema de Gestão Empresarial

Sabemos o quanto a tecnologia é importante para facilitar os processos empresariais de qualquer negócio no mundo corporativo – e isso também vale para o controle de estoque.

Para que se tenha mais eficiência neste setor, o uso de softwares de gestão empresarial como um ERP, pode ser ideal, porque ele reunirá todos os dados sobre saídas e entradas, número de produtos no inventário, e muito mais.

Além de permitir a visualização de todas as tarefas executadas neste setor por cada área da empresa.

Assim, as equipes podem trabalhar entre si, de forma a contribuir para uma troca mútua.

Um bom exemplo disso, é o setor de investimentos que constantemente deve obter métricas das despesas operacionais deste setor, como forma de controlar gastos desnecessários.

4 – Crie Relacionamentos com Fornecedores Confiáveis

Os fornecedores são as partes mais importantes para a boa saúde do seu setor de estoque da empresa, porque são ele que refletem a imagem daqueles produtos que sua empresa fornece ao público.

Sendo assim, é importante levar em consideração alguns fatores importantes para a escolha dos fornecedores da empresa, de modo a proteger a qualidade do serviço oferecido.

Tais como a qualidade e o tipo de produto que você fornece ao público, as condições de pagamento, e o prazo para reposição de demandas do público da sua empresa.

Centralização x Descentralização de Estoque: O Que é?

Para um bom controle de estoque, é necessário entender alguns termos que não são tão recorrentes, mas que tecem grande diferença na forma como as empresas lidam com a logística dos sistemas de estocagem.

Dois termos destes, são a centralização e descentralização de estoque.

A centralização de estoque se refere aos produtos que são alocados em um só local até a sua saída – que neste caso, pode ser a etapa final do produto, ou seja, a entrega ao cliente.

De outro modo, existe a descentralização de estoque, que se refere aos produtos, que por diversos motivos, são alocados em diversos locais de armazenamento.

Todavia, ao centralizar os estoques, os gastos tendem a diminuir; entretanto, esse método tende a ser ruim para os clientes – que por sua vez levam mais tempo para receber suas entregas.

Os dois métodos trazem diversos benefícios para as empresas, da mesma forma que existem seus contras.

No entanto, conhecendo ou não estas duas estratégias, uma hora ou outra, deverá ser feita uma escolha, portanto, nossa recomendação é que seja feita uma avaliação de todas as variáveis disponíveis e escolher o melhor modelo para a sua loja.

Também é possível adotar uma outra estratégia: o modelo híbrido – que seria a centralização de alguns produtos e descentralização de outros.

Conclusão

Ter o controle total de seus estoques, é um objetivo de todo gestor, e agora que você já conhece algumas estratégias para implementar no seu negócio, por que não começar agora mesmo?

Conta pra gente como você realiza a gestão do setor de estoque da sua empresa. É descentralizado? Seus fornecedores são comprometidos?

Além disso, não hesite em nos enviar uma mensagem caso tenha restado alguma dúvida, vamos adorar te ajudar!

Um grande abraço e até a próxima!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − cinco =

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais populares

Categorias

Posts relacionados

Contato

Iremos entrar em contato com você.